Este blog encontra-se inativo. Se quiser continuar lendo o que escrevo me acompanhe aqui:http://sheilaromejon.blogspot.com.br/

sábado, 31 de julho de 2010

Sonhos - Parte 1

No livro A General Introduction to Psychoanalysis, Freud aborda em 11 capítulos vários temas relacionados aos sonhos: técnicas de interpretação, conteúdo latente e manifesto, sonhos infantis, censura, simbolismo, mecanismos de formação, tudo isso recheado de exemplos de sonhos e suas respectivas análises.

Freud começa explicando o motivo do interesse psicanalítico no estudo dos sonhos. Joseph Breuer percebeu que os sintomas apresentados por alguns de seus pacientes tinham um significado e esta descoberta foi a base para o desenvolvimento do método de tratamento psicanalítico. Durante o tratamento, enquanto falavam sobre seus sintomas, os pacientes também mencionavam sonhos e isso levantou a suspeita de que os sonhos também tivessem um significado.

Estudar os sonhos é uma forma de preparação para se estudar as neuroses, pois o sonho por si só já é um sintoma neurótico, que ocorre em qualquer pessoa saudável. Assim, os sonhos, da mesma maneira que os lapsos e atos falhos abordados no post anterior, tornam-se objeto de estudo da Psicanálise.

Freud fala sobre o preconceito enfrentado na época pela Psicanálise com relação a este tema. Muitos leigos viam os sonhos como objeto de interesse de místicos e supersticiosos (a meu ver, hoje, mais de século depois este preconceito persiste). E mesmo na área científica o interesse nos sonhos tinha como objetivo demonstrar teorias fisiológicas. Para os médicos os sonhos eram apenas expressões mentais de estímulos físicos.

A partir da Psicanálise foi levantada a hipótese - posteriormente demonstrada e comprovada - de que os sonhos eram processos mentais!

Continua... (me disseram que blog com posts muito longos não dá ibope, a moda agora é twitter, mensagens curtas - caramba, estou ficando velha! - então resolvi quebrar o assunto em mais pedaços para deixar assim curtinho)

6 comentários:

  1. Pô, Sheilinha... adorei os seus textos. Você nem divulga essa preciosidade, por quê? Posso saber?

    Adorei e vou continuar acompanhando.
    Beijos,
    Ke

    ResponderExcluir
  2. Acho que post longo quando se fala bem igual a você dá muito mais vontade de continuar lendo!!
    Mesmo assim, vou continuar lendo. =]

    ResponderExcluir
  3. To me ligando nesse assunto! Não pare.

    ResponderExcluir
  4. É bom saber que tem gente lendo e gostando. Dá ânimo para continuar. Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Eu li sobre os sonhos em freud quando estava no terceiro colegial... acho que eu tinha uns 17 anos! Fiquei intrigada!!! :)

    ResponderExcluir