Este blog encontra-se inativo. Se quiser continuar lendo o que escrevo me acompanhe aqui:http://sheilaromejon.blogspot.com.br/

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Sonhos - Parte 4

O que faz com que o conteúdo latente (a idéia que deu origem ao sonho) se distorça a ponto de produzir um sonho (conteúdo manifesto) muitas vezes confuso e aparentemente sem sentido?

A censura do sonho! Ela é responsável pela omissão, modificação e reagrupamento das idéias latentes produzindo a distorção.

Mas por que esta censura existe? Qual seu objetivo?

Em geral a censura age sobre idéias ofensivas sob o ponto de vista ético, moral, social; coisas sobre as quais não ousamos pensar, ou pensamos com um certo incômodo. Durante o dia a nossa recusa em pensar e falar sobre estas idéias faz com que elas fiquem guardadas em nosso inconsciente. Durante a noite estas idéias reprimidas tentam vir à tona e, visando proteger o nosso ego destes pensamentos ofensivos e incômodos, a censura entra em ação e permite sua manifestação apenas de forma distorcida e a princípio irreconhecível.

Em um primeiro momento a censura parece ser a vilã da história, afinal por que não podemos entrar em contato diretamente com o conteúdo latente? Para quê tanto mistério? É importante lembrar que uma das funções do sonho é nos manter dormindo, sendo assim, durante o sono só lidaremos com estas questões mais delicadas de maneira disfarçada, atenuada; sem permitir que elas perturbem nosso sono tranquilo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário