Este blog encontra-se inativo. Se quiser continuar lendo o que escrevo me acompanhe aqui:http://sheilaromejon.blogspot.com.br/

domingo, 10 de julho de 2011

Teoria Geral das Neuroses - Parte 6


O modelo teórico de Freud para o desenvolvimento da libido, apresentado no post anterior, tem grande importância para a compreensão do surgimento das neuroses.

Nem todos os indivíduos passam por todas as fases do desenvolvimento sexual e os que passam por todas elas não necessariamente o fazem da mesma maneira.

Alguns impulsos sexuais podem ficar presos a estágios anteriores do desenvolvimento (fixação), enquanto outros atingem o objetivo final.

Em outras situações, um impulso que prosseguiu adiante encontra grandes obstáculos impedindo sua satisfação e pode retornar a uma fase anterior do desenvolvimento (regressão). Esta regressão pode se apresentar também com relação aos objetos de desejo primários (pai/mãe) - é o que acontece no caso da histeria.

Na neurose obsessiva, a configuração mais frequente é de regressão da libido à fase anal. Mas Freud chama a atenção para uma outra questão: a repressão. Regressão da libido sem repressão não dá origem à neurose, mas à perversão.

Um outro componente importante na neurose é o conflito mental: desejos contraditórios que se opõem causando sofrimento. O quão suscetível um indivíduo estará a este conflito depende da maturidade do ego, da capacidade de aceitar o princípio da realidade e não se deixar controlar pelo princípio do prazer.

Continua...

2 comentários:

  1. Querida obrigada por compartilhar seu saber,com tanta generosidade... assim como eu tb vou aprender e quem sabe um dia contribuir com outras pessoas tb.
    Obrigada, mesmo!

    ResponderExcluir