Este blog encontra-se inativo. Se quiser continuar lendo o que escrevo me acompanhe aqui:http://sheilaromejon.blogspot.com.br/

Prevenção do suicídio

Quais as características comuns em pessoas sob risco de suicídio?
  • As pessoas sob o risco de suicídio, em geral, apresentam três características principais: ambivalência (querem morrer e ao mesmo tempo viver), impulsividade (agem sem pensar) e rigidez (a solução para os problemas é baseada no “tudo ou nada”, sem enxergar outras opções disponíveis). Algumas frases comuns da pessoa em risco de suicídio são: “Eu preferia estar morto”,“Eu não posso fazer nada”,“Eu não aguento mais”, “Eu sou um perdedor e um peso pros outros”, “Os outros vão ser mais felizes sem mim”.

Quais os sentimentos presentes nestas situações?
  • Rejeição, traição, vazio, falta de escuta e acolhimento, inadequação, cansaço, frustração, derrota e a esperança de uma vida melhor em outro plano.
  • O Ministério da Saúde refere-se aos sentimentos dos indivíduos que pensam em se matar como os 4D´s: depressão, desesperança, desamparo e desespero.

Qual a melhor forma de conversar com a pessoa com pensamentos suicidas?
  • Ouvindo-a com atenção, compreendendo seus sentimentos e respeitando suas opiniões e valores. 
  • Não diminuir o problema da pessoa, nem dizer simplesmente que tudo vai ficar bem.
  • Não fazer julgamentos morais (o que é certo e o que é errado) sobre o ato suicida.

Perguntar sobre suicídio induz a pessoa ao suicídio.?
  • Não. Conversar sobre as ideias suicidas de maneira acolhedora ajuda o paciente a sentir-se ouvido e compreendido. Acolhimento, escuta e compreensão ajudam na prevenção do suicídio.

Dizem que quem quer se matar não avisa. É verdade?
  • Falso. Dois terços das pessoas que cometem suicídio comunicam claramente a pessoas próximas sua intenção uma semana antes de fazê-lo.

Tenho pensado em suicídio, mas não consigo conversar com ninguém sobre isso. Tenho medo da reação dos meus amigos e da minha família. O que eu faço?
  • Você pode procurar a ajuda de um psicólogo nos postos de saúde ou em consultórios particulares.
  • Você pode entrar em contato com o Centro de Valorização da Vida (CVV), uma associação que realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e Skype 24 horas todos os dias. Segue o link: http://cvv.org.br/. (Fui voluntária do CVV antes de terminar a faculdade e admiro demais o trabalho que realizam.)

Caso queira mais informações sobre o assunto, escrevi um artigo que está disponível neste link

Nenhum comentário:

Postar um comentário